Tipos de Cancro

A palavra tumor significa aumento de volume. Ao associarmos esta palavra ao corpo humano, e em especial a doenças, estamos a referir-nos a aumentos anormais de volume num tecido ou num órgão.


Um tumor não significa cancro. Os tumores podem ser benignos ou malignos.

Para além de serem considerados benignos ou malignos, os tumores podem ter diferentes nomes.


Esses nomes são atribuídos essencialmente por duas características,


o tecido no qual o cancro tem origem e o local onde o cancro surgiu. O conhecimento destas duas características é importante, pois os cancros não têm todos o mesmo tratamento. Estas informações permitem aos médicos escolher os melhores tratamentos.


Se tem um cancro, e o nome que lê ou que lhe dizem parece ser muito difícil de perceber, fale com o seu médico, que lhe explicará o significado.

Tumores benignos:

  • ​Habitualmente não causam a morte;
     

  • Frequentemente podem ser removidos ou mesmo diminuírem  ou desaparecerem, sem necessidade de tratamentos;
     

  • Não crescem destruindo os tecidos à volta, nem dão origem a crescimento à distância (metástases).

Tumores malignos são cancro:

  • ​Estes tumores têm uma gravidade muito maior que os benignos e, se não se fizer o tratamento adequado, levarão à morte;
     

  • Apesar da gravidade de um tumor maligno, se for removido por cirurgia, ou destruído por outros meios (quimioterapia e/ou radioterapia), pode-se obter a cura;
     

  • Por vezes, com os tratamentos controla-se o tumor e mais tarde este volta a crescer (recidiva). Neste caso, num grande número de situações, pode-se voltar a fazer tratamentos para eliminar o tumor. É por isto que é importante manter uma adequada vigilância médica após os tratamentos.